Resumo de ‘Belaventura’ da semana de 11 a 15 de setembro

Capítulo 35 (Segunda-feira 11/09): Pietra foge e Daros

impede Nodier de ir atrás dela

A jovem é a aposta de Bartolion para salvar a vida de Lizabeta

Pietra está apavorada diante de Nodier, que tem o crânio com o símbolo na mão. Os dois guardas observam surpresos. Bartolion conversa com Enrico e diz que acredita que Pietra pode saber como preparar o antídoto, pois Lucy está mencionada nos pergaminhos e deve ter lhe ensinado algo ainda que de forma lúdica.

Brione conta a Gonzalo o plano de Severo e Gonzalo entende porque a execução de Jacques foi cancelada.

Na masmorra, Biniek está inquieto, anda de um lado para o outro. Biniek pensa que Elia está com algo para ele comer. Biniek pergunta a Elia se o seu plano a mando de Carmona para colocar o material de bruxaria na casa de Pietra deu certo. Pietra consegue fugir. Elia sai apressada e encontra Bartolion e diz que Pietra caiu em uma armadilha. Nodier e os guardas procuram por Pietra.

Otoniel entrega a espada redentora para Enrico. Severo treina Jacques para o duelo. Gonzalo beija Brione. Gonzalo diz a sua mãe que jamais deixará Brione desamparada. Joniel encontra Falstaff e questiona sobre os homens que vivem na floresta e que ele protege. Pietra grita por socorro e é capturada pelos guardas de Nodier. É quando chegam Daros, Gregor e Tácitus. Eles lutam com os guardas e liberta Pietra.

Dulcinéa está limpando as mesas do salão e é observada por Falstaff e sente dores na região da barriga. Falstaff diz que Dulcinéa está grávida. Falstaff sorri e Dulcinéa se aproxima cabisbaixa e pede para ir embora. Enrico se aproxima da cama de Lizabeta e diz que vai salvá-la. Pietra diz a Daros que precisa voltar ao castelo. Pietra chora e Daros dá um lenço a ela. Pietra abre o lenço e vê um cordão. Daros diz que encontrou o cordão na mata. Pietra diz que é muito mais que um simples cordão e de repente são surpreendidos por Nodier.

Pietra sai correndo e Daros impede Nodier de ir atrás dela. Fernão entrega a caixa para Otoniel mas avisa que não sabe como abri-la. Pietra foge pela mata e ouve os gritos de socorro de Accalon que está preso em uma gruta. Em um casebre, Pietra e Accalon encontram com Bartolion. Pietra diz que foi salva por Accalon e que precisa ver Enrico e contar que foi vítima de uma armadilha. Bartolion diz a Pietra que ela talvez seja a única que possa salvar Lizabeta.

Capítulo 36 (Terça-feira 12/09): Severo e Otoniel entram em conflito para salvar a princesa Lizabeta

Accalon diz que encontrou na floresta o frasco com o antídoto que salvará Lizabeta

Na sala do trono, Otoniel e Severo se encaram diante de todos os presentes. Pietra está espantada diante de Bartolion. Accalon retira algo de sua bolsa. Ele coloca sobre a mesa o frasco e o pergaminho e diz que encontrou num esconderijo na floresta.

Na rua, Nodier mostra o crânio a todos e diz que há uma bruxa na vila.

Bartolion recebe uma mensagem da guarda real para comparecer ao castelo. Mistral lê o pergaminho com as regras da luta diante de todos os convidados. Jacques aceita as condições.

Tiana está preocupada, diante de Joniel para saber se o conde Severo autorizaria o casamento de Gonzalo e Brione. Dulcinéa, incrédula, chora bastante e leva a mão a barriga.

Nodier chega furioso e procura por Pietra, Falstaff diz que ela não está. Dulcinéa ouve toda a conversa sem ser vista. Carmona discute com Tamar e diz que trocou o casamento com Enrico por um homem mais velho.

Otoniel pede que Mistral traga as armas. Jacques e Enrico se encaram, ambos com as espadas em punho. Pietra observa os pergaminhos e o frasco e comenta com Accalon que sua mãe nunca contou nada a respeito de venenos e antídotos. Pietra tem alguns pensamentos da infância. Em seguida, já pega o frasco e coloca líquido dentro e pega uma semente e coloca no frasco e põe no fogo. Enrico e Jacques lutam. Pietra observa o líquido mudar de cor ao passar pelo fogo.

Accalon está surpreso. Dulcinéa diz à Tiana que está grávida de Fasltaff e se sente envergonhada. Pietra e Accalon voltam para o castelo. Cedric, a pedido de Marion, liberta Fernão da masmorra. Severo arrasta a ponta de sua espada no chão, como se a estivesse afiando, só para provocar Otoniel. Otoniel parte para cima de Severo.

No castelo, Pietra está escondida. Pietra paralisa ao ver Fernão e Marion. Otoniel derruba Severo e grita para que ele salve Lizabeta. Severo fecha os olhos, ficando desacordado, na tensão de todos.

Capítulo 37 (Quarta-feira 13/09): Jacques dá o antídoto para Lizabeta

Marion ordena que Fernão leve Pietra ao castelo de Valedo

Severo está caído no chão, ferido e desacordado. Os nobres estão horrorizados. Otoniel retira a espada do ombro de Severo. Otoniel esbraveja para que Severo se levante e diz que ele tem que salvar sua filha. Jacques se ajoelha diante de Severo e pede que diga onde está o antídoto. Severo continua no chão, inerte.

Marion e Fernão seguram Pietra que tenta se desvencilhar e deixa cair o frasco com o antídoto. Marion pega o frasco. Tiana conta para Joniel que Dulcinéa está gravida de Falstaff e ele se espanta.

Nodier diz à Carmona que não aceita o casamento dela com Páris, pois era sua prometida. Nodier beija Carmona e ela desfere um tapa em seu rosto. Otoniel ordena que tranquem toda família de Severo na torre.

Arturo, raivoso, parte para cima de Otoniel, mas é contido por um guarda. Marion manda Fernão levar Pietra para Valedo. Pietra se debate, mas Fernão tampa a sua boca.

Marion entra na sala de combate e mostra o frasco com o antídoto que tomou de Pietra. Jacques pega o frasco da mão de Marion e segue para o quarto de Lizabeta. Jacques dá o antídoto para Lizabeta. Otoniel entra em seguida.

Severo diz à Marion que ela precisa arrumar uma espada para que ele mate Otoniel e salve sua família. Páris reclama com Mistral que com todo os acontecimentos no palácio, seu casamento com Carmona pode não acontecer. Dulcinéa conta para Accalon que está grávida de Falstaff e que por isso não pode fugir com Accalon e o deixa indignado.

Cedric repreende Nodier por se aproximar de Carmona. Enrico discute com Carmona e a acusa de ter planejado tudo para incriminar Pietra. Fernão desperta, assustado, por ter caído no sono. Ele olha em volta, e percebe que está sozinho e grita por Pietra. Pietra foge pela floresta.

Capítulo 38 (Quinta-feira 14/09): Pietra desconfia que Severo escondeu a caixa misteriosa no castelo

Enrico enfrenta Nodier para saber o motivo de ter perseguido Pietra

Pietra está apavorada ao ver Biniek no chão, ferido e pensa que ele está morto. Fernão a agarra por trás e ela grita por socorro. Enrico explica a Otoniel que Bartolion disse que o tipo de veneno que atingiu Lizabeta já foi usado pela Ordem Pura. Bartolion pede que Carmona diga onde Pietra está.

Corinto revela à Solimara que viu Nodier saindo do castelo na calada da noite acompanhado de guardas e acredita que levava um corpo. Sob o olhar de Bartolion, Otoniel anda de um lado para o outro pensativo, atordoado e esbraveja que ninguém consegue salvar Lizabeta. Otoniel pede que tragam Pietra de qualquer jeito, mas Bartolion diz que ninguém sabe onde ela está.

Otoniel mostra a caixa para Bartolion e diz que a primeira vez que viu Pietra, ela carregava a mesma caixa. Bartolion diz que um pingente de pedra pode abrir a caixa e lembra que ela deu um cordão para Enrico quando eram crianças e que Enrico perdeu na floresta. Enrico pede a Mistral que Nodier seja preso. A Accalon, Tácitus, Gregor e Daros, Enrico pede que achem Pietra.

No mercado, Matriona entra pra comprar mantimentos e Polentina grita por socorro, dizendo que apareceu uma bruxa. Matriona ignora a provocação. Otoniel vai até a masmorra e ordena que Severo abra a caixa. Enrico encontra Nodier e já parte para cima dele e pergunta porque perseguiu Pietra.

Enrico desfere socos em Nodier e o joga no chão. Cedric prende Gonzalo na masmorra que diz ser inocente. Pietra pede que Fernão a ajude encontrar a caixa e acha que Severo a escondeu no castelo. Otoniel entra no quarto de Lizabeta furioso e pede que Jacques se retire. Otoniel discute com Carmona. Lizabeta desperta.

Capítulo 39 (Sexta-feira 15/09): Cedric acusa Gonzalo de ser o invasor do castelo de Valedo

O conselheiro do reino fica surpreso ao saber que Lizabeta despertou

Otoniel, Enrico e Carmona muito emocionados diante de Lizabeta. Pietra implora a Fernão que a ajude a encontrar a caixa. Lizabeta pergunta por Jacques. Mistral comenta com Elia que a princesa Lizabeta acordou. Accalon, Daros, Gregor e Tácitus fazem a busca na floresta atrás de Pietra.

Eles se detêm ao verem no solo um pano com sangue. Lizabeta conta a Enrico que Merlino deu algo para ela beber antes de adormecer. Otoniel conta a Cedric que Lizabeta despertou e ele se surpreende. Dumas pergunta à Tamar se a promessa de casamento entre eles foi mesmo desfeita.

Tamar assente, sorrindo. Dumas beija a mão de Tamar. Cedric vai até a prisão onde está Gonzalo e o acusa de ser o invasor do castelo e que colocou a flecha no trono do rei e o sangue na cama da princesa Carmona para fragilizar o rei. Gonzalo nega e jura ser inocente e diz que Nodier está tentando achar um culpado.

Gonzalo diz que foi ao castelo saber informações da família de Brione e declara que fez isso por amor a ela. No castelo de Valedo, Laurinda se encontra com Pietra e pergunta o que ela está fazendo lá. Pietra pede ajuda e diz que foi arrastada por lá por Fernão. Dulcinéa mexe em algumas trouxas de baús antigos e retira roupas velhas. Falstaff aparece e diz que não há necessidade daquilo e que irá arrumar vestes novas para ela.

Dulcinéa pede que ele pare de ser dissimulado e afirma que a gravidez foi o primeiro passo para suas irmãs desaparecerem. Lizabeta diz à Elia que precisa ver Enrico. Otoniel manda trazer Severo, Marion, Jacques, Leocádia e Arturo na sala do trono para dizer que não haverá guerra entre eles. Jacques pede para ver Lizabeta e Otoniel nega e pede para esquecê-la.

Enrico está na floresta a procura de Pietra. Carmona reclama com Cedric que Enrico não vai descansar enquanto não trouxer Pietra de volta ao castelo. Mistral diz a Jacques que ele deveria ter voltado para o castelo com sua família. Jacques diz que não será cúmplice de seu pai. Jacques está prestes a ir embora do castelo quando Lizabeta grita seu nome.

Os dois se abraçam e se beijam. Pietra finge que dorme, quando Fernão se aproxima com um prato de comida. Quando Fernão vai levantar Pietra, ela tira a adaga e encosta no pescoço dele e diz para leva-la até a caixa de sua mãe.

* Sujeito à alteração de acordo com a edição dos capítulos.

Fonte: R7

Pular para a barra de ferramentas