A (eterna) busca da eterna juventude em ‘A fórmula’

Drica Moraes em cena de ‘A fórmula’ com Emilio de Mello (Foto: Paulo Belote/ TV Globo)

Angélica (Drica Moraes) descobre uma combinação injetável que lhe permite voltar a ter 20 anos por algumas horas. A cientista cinquentona reencontra um amor do passado, Ricardo (Fábio Assunção), que só se interessa por ela quando a vê rejuvenescida. Eis o ponto de partida de “A fórmula”, comédia romântica de Mauro Wilson e Marcelo Saback, com direção de Flávia Lacerda e Patrícia Pedrosa, que estreou esta semana na Globo. O roteiro nos remete a clássicos da literatura, como “Tristão e Isolda”, a história dos amantes que tomaram uma poção em busca do amor eterno, mas ela tinha prazo de validade.

Luisa Arraes faz a personagem na fase jovem, quando ela e Ricardo (Klebber Toledo) sonhavam ingressar em Harvard. Por uma série de circunstâncias, só ele embarcou para os Estados Unidos e o casal amargou um desencontro que durou 30 anos. Ricardo virou o milionário empresário do ramo de cosmética e Angélica seguiu como pesquisadora, sem ganhar um tostão. Ambos desenvolvem trabalhos pela busca da eterna juventude. Ela explora célulastronco e pensa em saúde. Ele só fala em beleza. Angélica encara as dores da passagem do tempo. Ricardo, não.

veja mais…

Pular para a barra de ferramentas