Kelly Key faz relato de como foi o parto do filho caçula, Artur

Kelly Key revela detalhes do dia do nascimento do terceiro filho, Artur

Para eternizar os primeiros dias de Artur, Kelly faz ensaio new born (DANI BADARÓ)

A cantora Kelly Key fez um relato sobre como foi o dia do parto de seu terceiro filho, Artur, fruto do casamento com Mico Freitas. Em seu canal no Youtube, ela contou alguns detalhes do que sentiu e viveu no nascimento do bebê, como a ida para o centro cirúrgico, a anestesia e a primeira vez que viu o bebê.

“Nossa, que dia mágico. Eu não dormi bem aquela noite, eu fiquei extremamente ansiosa. Fui pra maternidade super cedo, eu queria que tudo ficasse perfeito, bonitão. No momento em que fui para o centro cirúrgico, meu coração queria explodir. Eu tinha um misto de curiosidade para saber como era o Artur, se ele era saudável. Eu tinha feito a 3D dele, mas não era o suficiente para mim, eu queria ver, sentir o cheirinho. E como foi uma cesariana… No parto da Susana, eu tentei um parto normal. Foram 11 horas no trabalho de parto e no final foi uma cesariana. O do Vitor, a minha médica achou melhor fazer uma cesariana também. E no do Artur não seria diferente. Gente, eu não vou negar que desta vez o negócio foi complicado pra mim. Eu fiquei muito nervosa, já entrei chorando, porque é diferente, eu tinha duas crianças, dois filhos me esperando do lado de fora. O medo e a ansiedade aumentam, é bem diferente. Eu não sei porque, mas eu tenho um pavor desta anestesia. Voltando agora, relembrando, é tão rápido, por que eu fiquei nervosa? Eu tinha medo de sentir cortar. Eu já tinha passado por duas, imagina se eu não tivesse passado por nenhuma? Fez a anestesia e o Artur veio ao mundo. O Artur saiu da minha barriga e chorou no mesmo momento. Na hora que ele saiu de dentro de mim, eu pensei: ‘Susana’. Eu vi a Susana saindo de mim. Eu voltei 16 anos atrás e lembrei do nascimento dela. Aquele nariz pequeno da Susana, mas o olho do Vitor, a testa do Vitor, uma misturinha, sabe? Eu lembro que assim que ele nasceu, eu só pensava: ‘Como ele é lindo!’. Aquilo é uma emoção que não tem como descrever, é só vivenciar mesmo para entender o que se passa com a gente naquele momento, é incrível. É um amor que se constrói a cada dia, a cada olhar, a cada gesto. Quando eu fui pro quarto e o Artur veio pra mim, ele mamou no primeiro momento. A volta pra casa é o seu troféu! Eu estava louca para receber alta. Foi maravilhosa a volta pra casa, mostrar pra ele o cantinho dele. Foi muito engraçado porque foi a primeira coisa que eu fiz: trouxe o Artur pro quarto pra ver se ele combinava com o quarto dele. Coloquei ele deitadinho no berço, muito lindo!”, disse.

Assista ao vídeo:

Fonte: caras

Pular para a barra de ferramentas